24º ambiente, 37 na pista, tempo quente para as sessões da tarde mais velozes do Planeta Moto.

 Os pilotos da Moto3 estão de volta para mais 40 minutos de pauleira. As notíciasi não param; a VR46 pediu 3 vagas para o Mundial de Moto3 em 2016, Fenati, Migno e provavelmente Bulega. Mas o temperamental Fenati, 2º hoje de manhã,  prefere subir para  a Moto2; vamos acompanhar.

 Antonelli abre os trabalhos com 1'44''375, enquanto Bastianini marcou 1'43''133 no TL1. Migno está em 2º, com Vazquez, Fenati e Kent compondo os top 5 nesse início de sessão. Vazquez toma a ponta com 44''113,  mas Antonelli, vencedor em Indianápolis - que deixa o calendário em 2016 - aumenta o rimo e abaixa o tempo para 43''706.

 Tombo para JuanFran Guevara, na Curva 2, que chato, mas danos apenas materiais, meno male. Falando em tombo, notícias boas sobre Jorge Navarro, que depois de radiografado, está ok e não quebrou a clavícula.

 Pow, não se pode falar no assunto, tombo para Quartararo, companheiro de Navarro na Estrella Galicia Honda. O francês sai de maca, enquanto o trio da Leopard está na frente, Vazquez lidera, seguido de Hiroki Ono (!) e Kent. Mas Antonelli não quer saber e volta a liderar, com 1'43''603.

 No esquadrão KTM, Tom Jojic, responsável pela Moto3, diz que os novos chassi e balança fazem grande diferença, esspecialmente com a pista reasfaltada. Falando nisso, a Dunlop afirma que os pneus estão se comportando bem, com pouca granulação e muita aderência.

 Chega a notícia de que Quartararo, depois de cair na Curva 15,  foi atropelado por Darren Binder, irmão do Brad da KTM Ajo, machucando o tornozelo. Que notícia ruim para o time do campeão das 125 em 1999 Emilio Alzamora, um piloto no hospital e outro na Clínica Móvel...

 Metade do treino já foi e a ordem dos top 10 é Antonelli, Ono, Kent, Vazquez, Oliveira, Fenati, Migno, Bastianini, Alessandro Tonucci e Isaac Viñales (top 10). A maioria dos pilotos não melhorou o tempo da manhã, pois a pista está bem mais quente, e com menos tração.

 Oliveira sobe para 2º mas o tempo dele é cancelado por exceder os limites da pista. Isso vem acontecendo com frequência nas curvas 6 e 16. Ambas tiveram o astroturf removido, e se o piloto passar da zebra para a faixa adjacente, será punido. Resta saber como o Diretor de Prova Mike Webb irá agir se isso acontecer durante as corridas...

 Opa, valeu a volta anterior de Olivceira, que segue 2º a 0,343 de Antonelli, vai ver o Webb é paciente do 'dentista voador' de Portugal. Kent, o líder do Mundial, está em 4º, com Bastianini, o vice, em 9º no momento, a 11 minutos do fim do TL2. O italiano coloca um pneu novo, vem em sequência de parciais amarelas e sobe para 2º, niente male. Oliveira é agora 3º, com Ono permanecendo em 4º à frente de Kent.

 Sete para acaber e Bastianini vem em vermelha, laranja, laranja e... melhor tempo pra ele, 1'43''504. Ainda mais lento do que de manhã, mas destronando Antonelli do topo do quadro de tempos.

Menos de três, Antonelli tenta superar o tempo de Bastianini, não consegue. Agora é a vez de Oliveira e Binder. Parciais vermelhas pra eles, mas Antonelli também vem vermelho. Binder 4º, Antonelli 1º, 1'43''410 para ele de novo, com Fenati, Oliveira e Bastianini logo atrás.

Kent toma a ponta, com 43''321 entrando no minuto final do treino. E o inglês vem de novo, vermelha, vermelha, tráfego e vermelha de novo, 0,4 mais veloz que ele mesmo passa Locatelli e... Melhora o tempo! 1'43''097, a melhor volta do dia!

 

 

A bandeira de chegada já foi agitada mas Antonelli está na pista com vermelha, laranja, laranja, não deu pra ele, que ficou em  2º, 0,182s  atrás de Kent, e depois Oliveira, Fenati, Bastianini, Vazquez, Ono, B. Binder, Migno, Bagnaia, Loi, Locatelli, Viñales, Oettl e Tonucci (top 15). Nos combinados, Kent, Bastianini,  Fenati, Antonelli e Oliveira comandam a massa.

 

 

Tempo de MotoGP, que maravilha viver, hehe. 23º ambiente, 37 na psita, ventinho de 8 km/h, os cachorros grandes vão se morder.

Com a presença do maior de todos, Giacomo Agostini 15 vezes campeão do mundo. Vestido de azul e curtindo o duelo Rossi / Lorenzo como todo mundo.

Os pilotos saem para pista e o grandalhão Loris Baz deixa o motor da sua Forward Yamaha apagar, fazendo com que os demais contornem sua moto parada.

O calor aumentou, o que levou Lorenzo, Pol Espargaró e Bradley Smith a testarem o traseiro duro. O pneu médio é a única opção assimétrica oferecida, com composto mais duro para o lado direito, para onde viram 10 das 16 curvas do circuito.

E tá valendo! Aleix Espargaró vira primeiro, em 1'35''567. O melhor tempo da manhã é de Márquez, com 1'33''328. Loreozno acaba de tomar a ponta, com 34''804. Mas Márquez vem em vermelhas  com mais de 1'' de vantagem. Iannone está na frente agora, com Rossi em 2º, e MM93 perde ritmo no final e fica em 3º, por enquanto. 

Pedrosa toma a ponta, com 33''935, seguido de Lorenzo a 0,013s. Márquez tenta de novo; vermelha, vermelha, é ele, com 1'33''138, melhor volta do dia a 0,2s da melhor volta dele em 2013 com apenas 3 minutos de TL2, os tempos vão desabar.

Más notícias na Moto3, Navarro, que desmaiou e está no hospital em observação, e Quartararo, que quebrou o tornozelo direito, estão fora. A poderosa equipe Estrella Galicia Honda vai fechar sua garagem antes mesmo dos treinos de sábado, uma pena.

Falando em tombo, tá lá uma moto estendida no chão, a Honda de Crutchlow, na Curva 10, Tramonto. Enquanto Lorenzo, o 3º, está na garagem, Rossi sobe para 4º, mas a longínquos 0,714 de distância para Márquez. Ele está usando o médio na traseira.

25 para acabar e tombo para Alex de Angelis, na Curva 15. Ele está bem; a moto, que já era ruim, pode ter ficado pior. Tom Sykes, campeão das Superbikes em 2013, conversa com o reporter de campo Dylan Grey e diz que torce por Rossi, como todo mundo...

Quem está na pista afirma que a Ducati de Pirro soa diferente das demais, vai ver é uma GP 15.2... 20 para acabar e a ordem é Márquez, Lorenzo, Pedrosa, Rossi, Pol, Smith, Dovi, Pirro e Iannone. Se a corrida terminasse assim, Lorenzo recuperaria 7 dos 12 pontos de atraso que tem para Rossi.

Tombo para Iannone, na Tramonto, Curva 10. Nada sério além do orgulho ferido. Lorenzo se aproxima de Márquez, ele está agora a 0,088 do rival. MM93 está de volta, agora com pneus duros nas duas rodas, uma combinação bem atípica, pois a maioria dos pilotos está usando os médios na dianteira.

Márquez vem com parciais vermelhas a 15' do fim. Uma cinza no 3º setor mas ainda bem perto do próprio tempo, 0,037 da melhor marca nessa 13ª volta no L2.

E surgiu a asa da Yamaha!!!!

 

 

ce auctor, metus eu ultricies vulputate, sapien nibh faucibus ligula, eget sollicitudin augue risus et dolor. Aenean pellentesque, tortor in cursus mattis, ante diam malesuada ligula, ac vestibulum neque turpis ut enim. Cras ornare. Proin ac nisi. Praesent laoreet ante tempor urna. In imperdiet. Nam ut metus et orci fermentum nonummy. Cras vel nunc. Donec feugiat neque eget purus. Quisque rhoncus. Phasellus tempus massa aliquet urna. Integer fringilla quam eget dolor. Curabitur mattis. Aliquam ac lacus. In congue, odio ut tristique adipiscing, diam leo fermentum ipsum, nec sollicitudin dui quam et tortor. Proin id neque ac pede egestas lacinia. Curabitur non odio.